Skip to main content
e-Social Simplificado: quais as últimas mudanças?

e-Social Simplificado: O que é, o que muda e para que serve?

O e-Social Simplificado foi lançado no final de 2020 para substituir o então e-Social, criado alguns anos antes.  

O novo formato veio desburocratizar ainda mais e facilitar a rotina das empresas ao enviarem suas obrigações fiscais ao Governo de forma rápida e integrada.

Portanto, entenda de maneira simples como funciona esse sistema, quais as vantagens e quais as recentes mudanças. 

O que é o e-Social Simplificado?

O e-Social Simplificado é a mais recente atualização do e-Social, um sistema eletrônico que foi criado em 2014 pelo Governo Federal. Essa nova versão foi lançada no final de 2020 por meio da Portaria RFB/SEPRT nº 76 e já está em vigor no país.

O objetivo do e-Social Simplificado é o de facilitar o envio e a atualização de dados fiscais ao Governo e que são referentes aos colaboradores das empresas. 

Antes, as informações eram enviadas separadamente por meio de diferentes formulários, mas agora é possível enviar na plataforma do e-Social Simplificado dados como:

  • Folha de pagamento;
  • Reajustes salariais;
  • Admissões e demissões;
  • Mudanças no horário de trabalho;
  • Mudanças na jornada de trabalho;
  • Aviso prévio;
  • DIRF (Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte);
  • RAIS (Relação Anual de Informações Sociais);
  • Comunicação de acidentes de trabalho;
  • Recolhimento de contribuições patronais e previdenciárias. 

Vale lembrar que o sistema é interligado ao da Receita Federal; por isso, as informações precisam estar sempre atualizadas e corretas, evitando sanções. 

Quais as vantagens na empresa?

Para a empresa, o e-Social Simplificado facilita muito o cumprimento das obrigações fiscais. Afinal, em uma única plataforma é possível atualizar as dezenas de informações solicitadas pelo Governo.

Aliás, falando em empresas, o e-Social Simplificado está disponível para todos os empreendimentos tributados nas seguintes categorias:

  • Simples Nacional;
  • Lucro Real;
  • Lucro Presumido;
  • MEI (caso tenha um funcionário);
  • Pequeno produtor rural. 

Outro benefício sentido na empresa é a diminuição de erros nos cálculos e o consequente aumento da produtividade da equipe de RH, que é a responsável por esse setor. Os dados ficam disponíveis em tempo real para os órgãos envolvidos, já que os registros no sistema são imediatos. 

Além disso, o sistema do e-Social Simplificado proporciona mais segurança jurídica, já que os dados ficam armazenados de forma integral num ambiente digital e automatizado. 

Quais as últimas mudanças do e-Social Simplificado?

A nova versão do e-Social Simplificado foi anunciada há pouco tempo pelo Governo, que informou que simplificou o layout do sistema, facilitando o preenchimento dos dados. 

Lembrando que você pode ter acesso ao sistema pelo computador ou pelo aplicativo para dispositivos móveis. 

Algumas novidades são:

  • É possível identificar o trabalhador apenas com o CPF (antes era exigido o NIS);
  • Redução dos campos de preenchimento, já que algumas informações pedidas já constavam em outras bases de dados;
  • Agora, o sistema não gera erro, mas emite alertas caso haja algum impedimento para o recebimento de informações;
  • Simplificação no preenchimento da declaração de pagamentos e remunerações;
  • Redução do número de eventos. 

Sobre os eventos, também vale lembrar que cada declaração a ser feita no e-Social é chamada de evento. 

Na mais recente atualização, alguns eventos foram removidos e outros incluídos.

Os eventos removidos do e-Social Simplificado foram:

  • S-1030 – Tabela de Cargos/Empregos Públicos;
  • S-1035 – Tabela de Carreiras Públicas;
  • S-1040 – Tabela de Funções/Cargos em Comissão;
  • S-1050 – Tabela de Horários/Turnos de Trabalho;
  • S-1060 – Tabela de Ambientes de Trabalho;
  • S-1080 – Tabela de Operadores Portuários;
  • S-1250 – Aquisição de Produção Rural;
  • S-1295 – Solicitação de Totalização para Pagamento em Contingência;
  • S-1300 – Contribuição Sindical Patronal;
  • S-2221 – Exame Toxicológico do Motorista Profissional;
  • S-2245 – Treinamentos, Capacitações, Exercícios Simulados e Outras Anotações;
  • S-2250 – Aviso Prévio;
  • S-2260 – Convocação para Trabalho Intermitente.

Os eventos incluídos no e-Social Simplificado foram:

  • S-2231 – Cessão/Exercício em Outro Órgão;
  • S-2405 – Cadastro de Beneficiário – Entes Públicos – Alteração;
  • S-2410 – Cadastro de Benefício – Entes Públicos – Início;
  • S-2416 – Cadastro de Benefício – Entes Públicos – Alteração;
  • S-2418 – Reativação de Benefício – Entes Públicos;
  • S-2420 – Cadastro de Benefício – Entes Públicos – Término.

Há, ainda, previsão de novas substituições em relação ao preenchimento dos eventos no sistema, como a comunicação de dispensa, de acidente de trabalho, o guia de recolhimento do FGTS e a folha de pagamento. Por isso, fique de olho!

Para que as empresas e os prestadores de serviços se cadastrem no e-Social, basta entrar na página oficial e informar os dados de identificação. 

Viu como é importante ficar de olho nas atualizações relacionadas à burocracia da sua empresa? 
Para você se capacitar e capacitar os seus colaboradores, confira a agenda dos próximos cursos da Meta e fortaleça já o seu negócio!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *